Polipropileno tem maior durabilidade em linhas de processo de Usinas

Polipropileno tem maior durabilidade em linhas de processo de Usinas

Um estudo realizado pela Replass, em algumas Usinas de Açúcar e Álcool da Região de Ribeirão Preto, demonstra que a aplicação do polipropileno em linhas de processo tem um destaque muito positivo em questão de durabilidade.


As linhas de processo são muito exigentes com os equipamentos, principalmente com tubos e conexões, que transportam os mais variados produtos em diferentes fases dos processos, e qualquer falha em um desses equipamentos, pode comprometer todo o processo produtivo. Devido à durabilidade e resistência de tubos e conexões feitos de Polipropileno, esse material tem sido uma ótima opção para os empresários do setor. 

Algumas usinas de produção suco energética percebendo esse ganho em durabilidade e resistência dos tubos e conexões feitos de Polipropileno vêm fazendo a substituição desses equipamentos, antes feitos em aço carbono, aço inoxidável, ferro fundido, galvanizado, entre outros, materiais que não oferecem tanta durabilidade e resistência nestas aplicações, quanto os fabricados em Polipropileno. 

A Replass já desenvolve projetos utilizando Polipropileno a mais de 20 anos em usinas produtoras de Açúcar e Etanol, após estudo realizado verificou-se que:

- No processo de Alimentação e de Saída das Peneiras, e no processo de Embebição (Água aplicada ao bagaço durante o processo de extração do caldo), por exemplo, a Replass tem instalações com a aplicação do Polipropileno que estão em funcionamento a mais de 20 anos. 

- Nos processos que dão origem ao Caldo Filtrado e o Caldo Sulfitado, a empresa possui instalações com mais de 10 anos, também feitas com Polipropileno.

- A utilização de tubos e conexões feitos em Polipropileno, é aplicada cada vez mais em sistemas para processos específicos dentro das usinas. Alexandre, diretor da Replass comenta que a empresa também já tem excelentes resultados com os sistemas feitos a partir de Polipropileno no processo de tratamento do Fermento, transporte do Caldo em suas variadas fases, na captação e tratamento da água, coleta de Águas Residuárias, Água com Fuligem dos Lavadores das Caldeiras e processos para a obtenção e utilização do Xarope e Mel.

Com um grande conhecimento quando o assunto é Polipropileno, a REPLASS, que já cria soluções desde 1987 e já tem dentre sua gama de sistemas e serviços desenvolvidos os já conhecidos sistemas de Spray Pond Aéreo e Spray Pond Submerso, resfriando a água dos processos de fabricação de álcool e açúcar, traz também soluções na substituição de tubos e conexões para o processo de desmineralização de água.

Com o resultado deste estudo foi possível concluir que o Polipropileno vem ganhando espaço nos processos de produção com aumento de eficiência e diminuição da manutenção, consequentemente gerando lucro.

 
Alexandre/Replass



Voltar

Rua Triunfo, 1349 sala 411| Jd. Botânico| Ribeirão Preto, SP | CEP: 14021-612
Tel.: (16) 99732 4224

Trip Propaganda